quinta-feira, julho 25 Notícias do Brasil e do Mundo, 24h por dia

Show/gravação de documentário sobre as 7 décadas de carreira de ZÉ TOBIAS

O espetáculo do cantor e compositor Zé Tobias (que sofreu um pequeno acidente – felizmente sem graves consequências –  às vésperas do show de gravação do documentário sobre os seus mais de 70 anos de carreira) foi remarcado para o próximo dia 04 de maio, às 20 horas, no Teatro do Ceu, em Maricá. Intitulado como “Zé Tobias – 96 anos de uma voz brasileira” o artista, na verdade, acabou de completar 97 de idade em março! 

Como a apresentação anterior tinha sido programada para o mês de fevereiro, e é fruto de um edital premiado pela Secretaria de Cultura de Maricá, o título continua inalterado. Porém, o mais importante mesmo é que esse pernambucano que residiu durante um bom tempo no Rio mas optou por viver em Maricá; continua saudável, lúcido e cantando com a mesma voz grave e inconfundível que o projetou. 

“ZÉ TOBIAS – 96 anos de uma voz brasileira” no TEATRO DO CEU 
(show, incluindo convidados, fará parte de documentário sobre os 70 anos de carreira)

No próximo dia 04 de maio, sábado, às 20 horas, o Teatro do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados), em Maricá, irá receber um evento muito especial: o show “Zé Tobias, 96 anos de uma voz brasileira”. O espetáculo, com o cantor e compositor Zé Tobias  terá a participação de alguns convidados muito especiais:  Altay Veloso (cantor, compositor e músico), Paulo César Feital (compositor, cantor e diretor musical) e   Rubinho Jacob (cantor, compositor, músico e diretor musical do show).

 O show será gravado pela Pasárgada Comunicação para inclusão em um documentário sobre os mais de 70 anos de trajetória desse artista pernambucano que viveu durante muito tempo no Rio mas optou por residir em Maricá. O espetáculo, contemplado pelo Edital PROAC do Município, passará a fazer parte do acervo audiovisual da Secretaria Municipal de Cultura de Maricá; cidade que tem se esmerado no fortalecimento e valorização das artes e investido na descoberta de novos artistas e no resgate de antigos ídolos nacionais.


O show/documentário será em formato de bate-papo, intercalando sucessos de carreira como ‘Saudade de Itapuã” (Dorival Caymmi) e “Acauã” (Zé Dantas) e histórias que começam desde os tempos de jogador de futebol, nos anos 40, até a atualidade. Tobias, que jogou no Santa Cruz de Recife, despertou a atenção do locutor esportivo Ubirajara Mendes, que ficou impressionado com sua voz forte e afinada e o levou para cantar na Rádio Jornal do Commercio de Pernambuco. Sucesso imediato, fim de uma carreira e início de outra.


No Rio desde 1949, quando veio em companhia de Sivuca, assinou contratos com as rádios Nacional, Tupi e, posteriormente, Record de SP. Tobias também conquistou a amizade de muitos ícones daquela época: Sílvio Caldas, Ataulfo Alves, Orestes Barbosa, Capiba, Zizinho e Pelé, entre inúmeros outros.


Além do protagonista, o quase centenário Zé Tobias, alvo de um documentário que irá registrar uma das mais belas páginas do nosso panteon musical, irão revezar-se no palco alguns artistas que também já fizeram história na música brasileira.


Altay Veloso, cantor, compositor e instrumentista, tem inúmeros hits gravados por Elba Ramalho, Fagner, Roberto Carlos e músicas em várias trilhas de novelas da TV Globo. Além disso, ainda foi campeão por quatro vezes, no Grupo Especial, com sambas de enredo compostos em parceria com Paulo César Feital.
Paulo César Feital, também cantor e compositor, é dono de sucessos interpretados em vozes como as de Alcione, Beth Carvalho, Milton Nascimento, Nana Caymmi e Emílio Santiago (inclusive é um dos autores de “Saigon”). Convidado pelo próprio João Nogueira, tornou-se diretor musical do “Clube do Samba”.


O instrumentista, cantor e compositor Rubinho Jacob viveu na Europa por 20 anos e apresentou-se em palcos famosos, como o do Blue Note de Milão e o Olympia de Paris. De volta ao país depois de gravar um álbum na Itália, realizou turnê com Fátima Guedes e passou a tocar com artistas cariocas.

O espetáculo terá acesso gratuito (distribuição de senha meia hora antes do show) e é recomendado para todas as faixas etárias. O endereço do  Teatro do CEU é Rodovia Amaral Peixoto, Itapeba, Maricá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *