domingo, maio 26 Notícias do Brasil e do Mundo, 24h por dia

Orlando Figueira que recebeu de Manuel Vicente ex-vice presidente de Angola mais de 760 mil Euros vai preso nas próximas horas

O ex-procurador do Ministério Público, Orlando Figueira está prestes a dar entrada na cadeia, para cumprir a pena de prisão a que foi condenado em Dezembro de 2018 de seis anos e oito meses pelo crime de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e violação do segredo de justiça.

Segundo avançou a SIC Notícias nesta quarta-feira, já foram emitidos os mandatos de condução à cadeia que serão executados pela PSP. O antigo procurador foi condenado em 2018 a seis anos e oito meses de prisão por crimes de corrupção, branqueamento de capitais, violação do segredo de justiça e falsificação de documentos.

Nos anos que se seguiram, foram interpostos vários recursos, que não foram aceites pelas instâncias superiores. Figueira foi, entretanto, expulso da magistratura no final de 2022 pelo Conselho Superior do Ministério Público (CSMP).

À SIC, a advogada de Figueira, Carla Marinho, disse que o seu cliente se irá entregar voluntariamente na Estabelecimento Prisional de Évora para cumprir a pena. Não obstante, é do entendimento do ex-magistrado que ainda corria um recurso com efeitos suspensivos no Supremo Tribunal de Justiça, situação que será averiguada.

O tribunal deu como provado que o Orlando Figueira recebeu mais de 760 mil euros do ex-vice presidente de Angola, Manuel Vicente, em troca de benefícios nos processos que visavam este último no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).

Em concreto, estaria em causa a decisão de arquivar inquéritos que visavam o também antigo presidente da Sonangol, designadamente na aquisição de um imóvel de luxo no edifício Estoril-Sol, por 3,8 milhões de euros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *